Perpétua-do-Brasil, “terramicina”

Eu conheci esta plantinha com o nome de “terramicina” em virtude de seus usos na medicina popular. Com o tempo, descobri se tratar, também, de uma planta comestível e achei melhor mencioná-la pelo nome popular de perpétua-do-Brasil. Adoro acrescentá-la na salada ou fazer refogadinha. Possui um sabor suave muito agradável.

É uma planta de cultivo fácil, crescimento rápido e propaga-se por estacas. Pode ser, inclusive, cultivada em vasos.

A cor das folhas varia de verde-arroxeada a vermelho-Roxo profundo com pequenas flores brancas.

Nome científico: Alternanthera brasiliana (L.) O. Kunt.

Nomes populares: anador, penicilina, terramicina, melhoral, perpétua-do-brasil, perpétua-do-mato, acônito-do-mato, caaponga, cabeça-branca, carrapichinho, carrapichinho-do-mato, ervanço, infalível, nateira, perpétua, quebra-panela, sempre-viva.

Utilizada na medicina popular em quase todo o Brasil, suas flores na forma de infusão ou decocto são consideradas béquicas (1). Suas folhas, na forma de infusão, são consideradas diuréticas, digestivas, depurativas e usadas para moléstias do fígado e da bexiga. Usada, também, contra dor de garganta e inflamação.

É uma planta medicinal utilizada no tratamento de diversas patologias, sendo comprovadas as ações anti-inflamatória, analgésica, antimicrobiana, antiproliferativa de linfócitos e inibidora do vírus do herpes simple (HSV).

Estudo “in vitro” apresentou atividade anti-tumoral.

Estudo químico das frações bioativas, concluíram que a presença de flavonóides como a quercetina contribui para a atividade antibacteriana apresentada pelas partes aéreas da planta.

Outros estudos sugerem que as folhas de A. brasiliana são ricas em fitonutrientes(2) podendo ser uma fonte potencial de antioxidante natural e também podem ser utilizadas como agente terapêutico na prevenção ou desaceleração de doenças relacionadas ao estresse oxidativo. A planta tem potencial para ser utilizada nas indústrias cosméticas e de alimentos, onde os antioxidantes podem ser usados em produtos fortificantes.

Suas folhas também são comestíveis e podem ser consumidas cruas ou cozidas. Podendo ser crescentadas em saladas, sucos, omeletes, recheios, refogadas, ensopados, etc.


Fontes:

  • http://www.plantamed.com.br
  • Antimicrobial Activity of Alternanthera brasiliana Kuntze (Amaranthaceae): a Biomonitored Study Luciane C. da SILVA 1, Karem A. PEGORARO 1, Airton V. PEREIRA, Luiz A. ESMERINO, Quezia B. CASS, Anderson BARISON & Flávio L. BELTRAME
  • Livro Plantas medicinais do Brasil – Harri Lorenzi e F. J. Abreu Matos
  • Chemical constituents from three medicinal plants: Piper renitens, Siparuna guianensis and Alternanthera brasiliana – Valdir A. Facundo, Mariangela S. Azevedo; Rosely V. Rodrigues; Leandro F. do Nascimento; Júlio S. L. T. Militão; Gil V. J. da Silva; Raimundo Braz-Filho.
  • Evaluation of the in vitro anti-oxidant activity of Alternanthera brasiliana leaves
    Osmund C.Enechi, Christian E.Odo, Clement P.Wuave
  • OR, K. e RB “TRIAGEM FITOQUÍMICA E ATIVIDADES ANTIOXIDANTES IN VITRO DE EXTRACTOS DE FOLHA DE ALTERNANTHERA BRASILIANA (L).KUNTZE E ALTERNANTHERA BETTZICKIANA REGEL. ”. Revista Asiática de Pesquisa Farmacêutica e Clínica , vol. 11, não. 6, junho de 2018, pp. 266-72, doi: 10.22159 / ajpcr.2018.v11i6.25136.

(1) as plantas béquicas são aconselhadas para casos de tosse e dores de garganta causadas por irritação dos tubos respiratórios.

(2) fitonutrientes são nutrientes existentes nas plantas, com várias propriedades antioxidantes e benefícios para o bem-estar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s